Quinta-Feira, 14 de novembro de 2019 Nossa história      

Notícias

A SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DESENVOLVE AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO NA SEMANA DO MEIO AMBIENTE

Com o tema: ‘Poluição Ambiental, Animais em Extinção, Reciclagem e Meio Ambiente’ que a equipe da U.E.J.C.M. de Curral Novo do Piauí com o apoio da Semec e Prefeitura Municipal promove o Projeto de Conscientização e Preservação ao Meio Ambiente. Onde nesta sexta-feira, 07, foi realizada uma passeata com os alunos do Ensino Fundamental I e funcionários da referida escola pelas principais ruas da cidade.

O projeto é uma iniciativa da coordenadora Maria Anizeth de Macêdo Borges juntamente com a equipe de professores e apoio da diretora Fernanda de Morais Pereira e da vice-diretora Elizete Francisca dos Santos.

A Secretária Municipal de Educação, Erasma de Macedo Alves, participou do evento e ressaltou a importância da conscientização e preservação do Meio Ambiente. As turmas do Jardim II também participaram do projeto com o tema: ‘A natureza é o único livro que oferece um conteúdo valioso em todas as folhas’.

Com objetivo de despertar nas crianças valores e ideias  de preservação a natureza e senso de responsabilidade para com as gerações futuras e teve o apoio da coordenadora de Monica de Jesus Lopes juntamente com as professoras das referidas turmas.

“O ambiente é tudo que nos rodeia e que nos pertence, por isso sendo nosso, temos que ter todos os cuidados com ele, assim como se fosse nosso lar. Então podemos cuidar melhor não poluindo, evitando o desmatamento cuidando melhor do lixo e respeitando os animais. Certamente a nossa atitude fará a diferença e a mãe natureza e merecedora”, disse a coordenadora.

Os alunos do Ensino Fundamental II sobre a coordenação de Poliana da Silva Oliveira juntamente com os professores responsáveis   pelas turmas desenvolveram uma gincana educativa e apresentações  voltadas aos temas: ‘Efeito Estufa, poluição e plante uma árvore’ com o objetivo de mostrar que o equilíbrio ambiental e sua sustentabilidade está em nossas mãos.

“Não é a terra que é frágil. Nós é quem somos frágeis. A natureza tem resistido a catástrofes muito piores do que as que produzimos. Nada do que fazemos destruirá a natureza Mas podemos facilmente nos destruir”, disse Anizeth.